DERMATOLOGISTA PELE NEGRA

DERMATOLOGISTA PELE NEGRA
RIO DE JANEIRO TEL:21-22749629/21-22749284 EMAIL PARA AGENDAR SUA CONSULTA:katleendermato@yahoo.com.br

Follow by Email

Dra Katleen Conceição Dermatologista Referência em Pele Negra

Dra Katleen Conceição Dermatologista Referência em Pele Negra
contato:katleendermato@yahoo.com.br

quinta-feira, 8 de setembro de 2011



Rugas e Flacidez na Pele Negra????

Lançamento da Vichy Liftactiv Rhamnose 5%

Liftactiv Rhamnose 5%: Creme Antirrugas à base de Rhamnose. Trata-se de um ativo extraído de duas plantas Brasileiras, a Fava D’Anta, encontrada no cerrado, e a Uncaria, uma planta de cultivo.

A eficácia da Rhamnose foi comprovada após a identificação pelos Laboratórios Vichy do papel da Derme Papilar, camada superior da derme que tem a capacidade de renovar a pele quando ativada, pela sua ação específica nos fibroblastos papilares, identificados como os responsáveis pelo envelhecimento cutâneo.


Para atuar nessa camada, a Rhamnose 5% estimula a atividade da Derme Papilar, impulsionando os processos naturais de renovação de pele.
O resultado é uma aparência mais jovem, pois age diretamente no foco do envelhecimento (os fibroblastos papilares), refletindo assim em uma comprovada melhora dos sinais de envelhecimento nos três alvos cutâneos (epiderme, junção dermo-epidérmica e derme).

A Rhamnose estimula esses fibroblastos e deixa a pele mais firme, combatendo a flacidez e o envelhecimento.
E associado à Vitamina C, ativa a produção de colágeno proporcionando firmeza e uma aparência mais jovem, contribuindo para uma para uma pele mais luminosa, por meio de uma ação antioxidante.

Indicado para o tratamento de Rugas Profundas e Perda de firmeza.
Possui Textura aquosa, leve e não oleosa - adaptada a todos os tipos de pele.
Proporciona um efeito lifting duradouro e pró-luminosidade que suaviza e alisa a superfície da pele.



O que é a Rhamnose: Monossacarídeo de origem vegetal (folhas de Uncária ou frutos da Fava D’Anta) selecionados por sua atividade diferenciada nos fibroblastos papilares.

Nenhum comentário: